Clique para ver a página de resultados.
Clique para ver a página de resultados.
Mudança Internacional Mudança Internacional Mudança Internacional Mudança Internacional Mudança Internacional Mudança Internacional Mudança Internacional Mudança Internacional Mudança Internacional Mudança Internacional Mudança Internacional

Como fazer câmbio de moedas | Confira dicas

Publicado em Quinta-feira, 1 Ago 2013 às 18:19 pm

Voltar

 

Fazer uma viagem internacional, seja para conhecer o novo lar ou simplesmente para fazer turismo, exige que o viajante se prepare em vários aspectos. Separar dinheiro para a viagem pode confundir muita gente, pois envolve o câmbio de moedas. A conversão é algo que deve ser feito com bastante cuidado, já que decisões erradas podem resultar em maiores gastos.

 

A compra

O dólar norte-americano é classificado em comercial e turismo. O primeiro é utilizado por empresas, pelo governo e em situações como o empréstimo realizado por brasileiros que não residem no nosso país. Ele apresenta uma cotação menor que a do dólar de turismo.

O dólar de turismo é o que nós utilizamos para comprar passagens aéreas, hospedagem e todos os outros custos de uma viagem. Em média, ele possui um valor 7% superior ao dólar comercial, ou seja, pagamos mais caro.

Por isso, ao consultar a cotação de moedas estrangeiras, precisamos ficar atentos aos valores de turismo.

 

Regras para comprar

- A compra de moedas estrangeiras só pode ser realizada em casas de câmbio credenciadas pelo Banco Central do Brasil ou agentes conveniados.

- O pagamento pode ser feito em espécie ou por transferência bancária.

- Quando a transação ultrapassa o valor de R$ 10.000,00, o pagamento só pode ser feito via transferência bancária.

- Caso você precise deixar o país com uma quantia superior a R$ 10.000,00, será necessário obter uma declaração com a Receita Federal, além de passar por um processo de fiscalização no aeroporto.

- Um comprovante da operação será emitido ao final da transação. Ele poderá ser cobrado durante sua saída do Brasil e durante o processo de entrada no país de destino.

 

Dicas

Existem três maneiras eficientes de se manter durante uma viagem: dinheiro em espécie, cartões de crédito e cartões pré-pagos.

Dinheiro em espécie

Não é indicado que o viajante carregue uma grande quantia em sua carteira. É recomendada uma quantia suficiente para alguns lanches, táxi e pequenas compras. Por questões de segurança, os cartões são melhores opções.

Cartão pré-pago

Eles são mais economicos, pois o viajante faz a recarga do cartão e já pode traçar um planejamento de quanto gastará. Outra vantagem é que o dinheiro estará sujeito às cotações diárias, diferente do cartão de crédito, que fará o calculo em cima da cotação do dia de fechamento da fatura. Dessa forma, é possível saber exatamente o quanto foi gasto.

O IOF para a recarga do cartão é o mesmo que é aplicado na taxa de câmbio do dinheiro em espécie, 0,38%, contra 6,38% do cartão de crédito, se utilizado no exterior.

Cartão de crédito

Mesmo com algumas desvantagens nas tarifas, o cartão de crédito pode ser de muita serventia para o turista. Algumas bandeiras oferecem benefícios bastante atrativos, como seguro saúde ou bagagem, ajudando o viajante a poupar uma boa quantia. Os cartões também servem para situações de emergência, permitindo que você tenha como se manter por mais um tempo depois de algum imprevisto.

Além de balancear entre essas três formas de pagamento, especialistas sugerem que se a pessoa já tiver o dinheiro necessário para efetuar o câmbio, que faça logo. Esse postura é defendida pelo educador financeiro Marco Calil, durante uma entrevista para o “O Globo”, que ressalta o quão desvantajoso pode ser comprar a moeda aos poucos.

“Como os bancos passaram a cobrar tarifas nas operações de câmbio depois que tiveram que reduzir juros, que variam de R$ 35 a R$ 100, se a pessoa compra em cinco vezes poderá pagar R$ 500 só de tarifa, dependendo do banco, além do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 0,38% em cada compra”, diz Calil.

Para conferir mais dicas sobre viagens e mudanças internacionais, visite sempre o nosso blog.